9 de julho de 2019

GUIA BÁSICO CONTRA NOTÍCIAS FALSAS

A disseminação de notícias falsas com o objetivo de manipular a opinião pública é um assunto cada vez mais preocupante.
Dá algum trabalho comprovar a veracidade de um texto que nos enviaram ou que encontramos nas redes sociais, mas vale a pena seguir alguns passos, no nosso dia a dia, para não nos tornarmos, sem querer e quase sem nos darmos conta, um vetor de notícias falsas.

Eis um guia para identificar notícias falsas:


5 CONSELHOS

  1. Quando leres um texto, para e pensa. Não acredites imediatamente no que leste, nem partilhes o texto de imediato.
  2. Impressionou-te muito? Desconfia. As notícias inventadas são feitas  para surpreender, para causar repulsa, para impressionar.
  3. O texto confirma alguma convição que já tinhas? Desconfia. Também é uma técnica habitual das notícias inventadas.
    Cria o hábito de desconfiar e de investigar.
  4. A notícia está mesmo a pedir que acredites nela, ou "mostra" que devemos desconfiar?
    Quando uma notícia é verdadeira, o mais provável é que cite fontes, que inclua links e que cite documentos oficiais (que seja transparente).
  5. Desconfia das notícias bombásticas, no calor do debate ou dos acontecimentos.
    Produzir uma reportagem quase à mesma velocidade a que os factos ocorrem demora tempo e exige profissionais qualificados. Não é qualquer um que o consegue fazer.

9 PASSOS PARA IDENTIFICAR "FAKE NEWS"

  1. Lê a notícia inteira, e não apenas o título.
  2. Averigua a(s) fonte(s).
    • É uma publicação de WhatsApps ou do Facebook  sem autoria nem link? Desconfia e, de preferência, não partilhes.
    • Tem autor? É uma fonte fidedigna, em que já confiaste no passado?
      Pesquisa no Google o nome do órgão de difusão, ou o nome do autor, para veres quem é e para quem trabalha. Presta atenção a se o site que reproduziu a notícia publica coisas só de um "lado" político, com algum viés ideológico.
    • Faz referência a um meio de comunicação? Entra na página web desse órgão para verificares se a notícia lá está.
   3. Faz uma busca no Google pelos títulos da notícia.

       Se for verdadeira, é provável que outros meios fiáveis a tenham                       reproduzido; se é falsa, pode ser que alguns sites de verificação de dados
       já 
tenham confirmado que é um boato, um rumor, uma "fake news".

  4. Pesquisa os dados que a notícia refere.
      Apropria-se de acontecimentos 
verificáveis?
      Afirma que alguma autoridade disse algo?
      Houve outros meios 
que reproduziram o que disse?

  5. Verifica o contexto, como a data de publicação.
      Retirar uma notícia do 
contexto e divulgá-la numa data diferente também é
      uma forma de desinformação.

 6. Pergunta a quem te mandou a notícia de quem é que a recebeu, se confia
     nessa pessoa e se conseguiu verificar a veracidade da informação.

29 de abril de 2019

POEMPORTRAITS - GERADOR DE POEMAS

POEMPORTRAITS é uma surpreendente aplicação da Google que permite gerar automaticamente um poema personalizado, original e único, a partir de uma só palavra.
O conceito baseia-se numa combinação de poesia, design e inteligência artificial capaz de uma aprendizagem automática. 




Como viver esta experiência?

Para gerar o "seu" poema,

1. Entre no site.
2. Clique em "Donate".

3. Insira uma palavra que ache que lhe agrada ou que o/a identifica.

4. (facultativo)
    Ative a câmara do seu dispositivo, para autorizar a captação de uma foto
    sua,
 que servirá de imagem de fundo do poema, tornando-o ainda mais
    personalizado.
   Se preferir, recuse o acesso, e pode continuar a gerar o texto.
5. Clique em "Continue" e aguarde que o poema seja automaticamente gerado.
A aplicação é em inglês, e não reconhece outras línguas, pelo que tanto a palavra a introduzir como o poema são em inglês. Experimentámos com "imagination":


O poema criado pode ser guardado como imagem.
É possível ainda aceder a todos os poemas já criados pelo POEMPORTRAITS
Não vamos obter um poema extraordinário, mas a experiência não deixa de ser divertida e curiosa.

O algoritmo que gera os poemas utiliza 25 milhões de palavras de poemas do séc. XIX.
A aplicação poderá ter algum potencial para a disciplina 
de Inglês.
Mais informações aqui.

15 de novembro de 2018

YOPMAIL - MAIL DESCARTÁVEL E GRÁTIS PARA FUGIR AO SPAM


YopMail é um serviço online que nos disponibiliza um email descartável.
Para que queremos nós um email descartável?
Para fugir à praga do spam, que nos persegue, por exemplo, quando fornecemos o nosso mail para compras online, ou quando nos registamos num site que nos pede essa informação. Na volta, a nossa caixa de correio é invadida por mensagens indesejadas. A quem é que isso ainda não aconteceu?...
Como funciona o YopMail?Fornece-nos um endereço email que podemos utilizar sem receio. No fundo, é um email para recebermos  mensagens suscetíveis de serem geradoras de spam. 
Tudo é muito simples. Não temos sequer de nos registar, nem há passwords. A única coisa a fazer é criar um endereço de email na página de abertura do YopMail.

Puxe pela imaginação para inventar um nome para o seu mail.Como o
s endereços são criados sem password, será prudente usar o YopMail apenas para correio pouco relevante e não confidencial.
Os mails enviados pelos sites a quem fornecer o seu YopMail são disponibilizados instantaneamente  na caixa de correio, diretamente em http://www.yopmail.com

O Yopmail foi criado para receber correio. Se o usar para enviar mensagens, lembre-se que serão sempre entregues como anónimas.
Note que, não sendo preciso password para entrar, qualquer pessoa que saiba o seu YopMail pode aceder à sua caixa de correio.
Para evitar que isto aconteça, e para sua segurança, o serviço criou um sistema "Inbox Alias".

Assim, para cada caixa de correio é gerado automaticamente um endereço-alias único, visível no topo, e que  podemos (e devemos) usar, omitindo o verdadeiro e protegendo a nossa privacidade.
A vantagem do "alias" é que com ele ninguém consegue entrar no nosso YopMail, porque o verdadeiro endereço eletrónico nunca é revelado. No fundo, estamos a enviar um email que é anónimo.
Qualquer email enviado para o nosso "alias" é automaticamente reencaminhado para o nosso YopMail.
O serviço é simples e gratuito.Está disponível em várias línguas, nomeadamente inglês, francês e espanhol (mas não em português)

5 de novembro de 2018

ADOBE SPARK VIDEO -criação de vídeos e apresentações


Adobe Spark Video é uma das ferramentas que a Adobe disponibiliza gratuitamente online, e que permite criar apresentações animadas e vídeos
Fácil de usar, pode ser interessante para professores ou para alunos, por exemplo, na apresentação de conteúdos disciplinares ou de trabalhos em grupo.

Criar uma apresentação multimédia ou um vídeo é simples.  

Ao dispor há vários modelos para adaptarmos às nossas necessidades - a forma mais fácil de trabalhar, sobretudo quando damos os primeiros passos no Spark Video -  mas também podemos partir de uma página em branco, e tudo construir.
A apresentação realiza-se slide a slide, e cada slide pode conter texto, fotos e video. Basta fazer upload dos ficheiros a incluir. 
Inserir música também não é complicado. Há muitos temas à escolha, ou faz-se upload de uma música, em formato Mp3. 
É ainda possível gravar a nossa voz, usando o microfone do PC, funcionalidade que pode revelar-se muito útil, por exemplo, para inserir comentários sobre as imagens apresentadas. 

Depois de concluída a nossa apresentação, podemos descarregá-la em formato Mp4 e/ou partilhá-la por mail ou nas redes sociais. 



25 de outubro de 2018

PHOTOS for CLASS - Fotos gratuitas para uso escolar

O respeito pelos direitos de autor na Internet deve ser uma das preocupações dos professores - na produção de materiais para as aulas - e dos alunos - na realização de trabalhos escolares.
Esta questão coloca-se muito frequentemente ao nível da utilização de imagens.
Respeitar direitos autorais implica, antes de usar uma imagem, verificar os direitos de atribuição e identificar a licença Creative Commons utilizada.

Felizmente, existem já ferramentas que nos ajudam no momento de selecionar fotos a inserir em materiais para uso escolar. Photos for Class é uma delas.

Trata-se de um motor de busca onde só encontramos imagens apropriadas para contexto escolar, sediadas no Flickr e no Pixabay, duas das maiores plataformas de alojamento de fotografias.





A utilização de Photos for Class é muito simples e prática.

A pesquisa faz-se por palavras (tema, assunto, etc) e, embora a plataforma seja em inglês, muitas vezes resulta procurar em português ou francês.

Escolhida a foto que queremos, basta clicar em "download" para a descarregar.





Qual é, então, a grande vantagem desta ferramenta?

É que as imagens que descarregamos a partir do Photos for Class m acompanhadas de uma curta nota que inclui o nome do autor e os termos da licença de utilização da imagem:



Está prontinha a utilizar nos nossos materiais!

Sendo o respeito pelos direitos de autor uma prática que devemos incutir também nos nossos alunos, este site será certamente muito útil para eles.

2 de outubro de 2018

HASHCUT - gravar um excerto de vídeo do Youtube


Hashcut é uma ferramenta muito simples de usar, para gravar um pequeno excerto de um vídeo do Youtube.

Quantas vezes já desistimos de usar, numa aula, um fragmento de um vídeo, pela dificuldade que é encontrar essa pequena passagem de alguns minutos no meio de uma gravação grande, ou por não dominarmos as técnicas de gravação, edição e montagem de vídeo?

Pois o Hashcut vem resolver-nos o problema, diretamente a partir da internet e da forma mais simples! Bastam uns clics.


1. inserir o URL do vídeo na página da plataforma e lançar a busca, para que o vídeo que queremos usar comece a ser exibido.
2. Para iniciar a gravação do excerto pretendido, clicar em "Start recording". 
3. Concluir a gravação do nosso excerto faz-se com um clic em "End recording".

4. Com um clic em "Save Hashcut" o excerto é gravado. 
E já está!
Antes de partilharmos o nosso pequeno excerto por mail, nas redes sociais, num blogue ou num site, podemos fazer uma pré-visualização e ainda inserir um título ou uma legenda no nosso pequeno vídeo.
Tudo isto sem necessidade de qualquer registo.
Registarmo-nos só é obrigatório se quisermos que o Hashcut conserve os vídeos que criamos, o que pode ser bastante útil para utilizações futuras.








27 de setembro de 2018

ANTIWEATHER - o tempo do outro lado do mundo

Antiweather é um curioso site que nos permite saber, a partir da localização que introduzirmos, que tempo faz exactamente no ponto oposto, do outro lado do mundo.




14 de setembro de 2018

WEB PHOTO RESIZER - editor de fotos online

Web Photo Resizer é uma ferramenta online de edição de imagem que permite otimizar fotos para uso na web.




Com esta aplicação gratuita podemos, entre outras funcionalidades:

  • redimensionar
  • inserir bordos
  • recortar
  • ajustar contraste, brilho e saturação
  • converter para preto e branco

 Não é preciso registo!  E é muito fácil alterar ou redimensionar uma imagem.
Basta fazer upload do ficheiro, alterar a imagem e, finalmente, fazer o seu download: está pronta a usar como e onde quisermos, sem mais complicações.

A aplicação está disponível em português, e suporta os formatos .JPG, .PNG e .GIF .

Fonte: http://webresizer.com/

5 de setembro de 2018

SAVIEO - descarregar vídeos da Internet



Savieo é um site a partir do qual é possível fazer download de vídeos da internet, alojados nos mais variados sites e plataformas.



Como funciona?

Na página de abertura do SAVIEO inserimos o URL do vídeo que pretendemos gravar e clicamos em "Download".



Abre-se uma janela em que aparece o vídeo, e uma barra lateral para escolhermos o formato de gravação. 
Depois, é só clicar em "Download" para iniciar a transferência.

Simples, gratuito e sem publicidade.

Atenção: Na página de abertura do SAVIEO aparecem automaticamente os últimos vídeos descarregados a partir do site. Alguns, podem ser "menos próprios", pelo que não será conveniente usar esta ferramenta em direto numa aula...



1 de agosto de 2018

BioDigital Human - À descoberta do corpo humano

BioDigital Human é uma aplicação para usar no PC, a partir do browser, mas também está disponível para IOS.


Trata-de de um atlas do corpo humano em 3D, muito completo, e que contém muita informação sobre doenças e anatomia.
São mais de 1000 imagens interativas, associadas a descrições detalhadas, num formato visual inovador, para aprender mais sobre o corpo humano.

 
A versão gratuita, no PC, é bastante completa.
A aplicação para IOS também é gratuita.

Fontes:

Website:https://www.biodigital.com/

IOS: https://itunes.apple.com/us/app/biodigital-human-explore-body/id771825569?mt=8&ign-mpt=uo%3D4




19 de julho de 2018

COOLTEXT -Gerador de Logos e gráficos



COOLTEXT graphics generator é um gerador on-line de logotipos e gráfico, gratuito e de utilização muito fácil.
Pode ser útil a quem queira um logotipo que impressione, mas que não tenha jeito para desenho ou não queira perder muito tempo com isso.




O site disponibliza uma grande variedade de modelos.
É só escolher um, e digitar o texto que queremos no nosso logotipo.
Depois, podemos descarregar para o nosso computador, e usar em páginas web ou em qualquer material que queiramos produzir.
Experimente!

Fonte: https://pt.cooltext.com/



3 de abril de 2018

10 RECURSOS PARA ESTUDAR A TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

Uma das matérias clássicas da Química é a tabela periódica dos elementos. 
Aqui fica a proposta de diferentes materiais para utilizar tanto em aula como em casa.
São sugestões em espanhol e em inglês, mas a linguagem da tabela periódica é universal...


QUIMITRIS

É um jogo baseado no clássico Tetris para a aprendizagem da tabela periódica dos elementos, de forma amena. 
As fichas, formadas por um, dois, três ou quatro elementos químicos caem da parte superior do tabuleiro e devemos colocá-las de forma correta na tabela periódica. 


O jogo está dividido em diferentes níveis e fases que aumentam progressivamente a dificuldade.
Não é obrigatório registo, uma vez que podemos jogar como convidados.


TABELA PERIÓDICA EDUCAREXO

O portal educativo da Junta espanhola de Extremadura propõe esta atividade para estudo da tabela periódica, dos elementos que a formam e respectivas características. 


Ao clicar sobre cada elemento, acedemos a informação sobre o seu carácter (metálico ou não), período, massa atómica e número atómico. 


APP TABELA PERIÓDICA

Disponível para Android, esta app gratuita, em inglêsoferece, além da tabela periódica, descrições dos elementos, categoria, estado, estrutura cristalina -com imagens-, símbolo, número atómico, etc.


Permite ainda realizar uma busca instantânea por nome, símbolo ou número e oferece uma lista de acesso rápido aos elementos. 
Também se podem pôr à prova os conhecimentos através de um Quiz.

Tradução livre e adaptada a partir de Educación 3.0 


28 de março de 2018

BURST - IMAGENS GRATUITAS

aqui fizemos sugestões de bancos de imagens para utilização livre de direitos, nomeadamente Unsplash, Pexels, ou o mais conhecido Flikr.

À lista, juntamos BURST, um grande armazém de imagens gratuitas, com milhares de fotos prontas a descarregar, completamente livres de direitos autoraispara usarmos nos nossos projetos, em trabalhos escolares, nas nossas publicações nas redes sociais ou onde quer que nos apeteça.



As fotos estão organizadas por temas como natureza, produtos, comida, escritório, cidades, férias, família, compras, cães, gatos, etc.
Há também coleções de fundos de ecrã, de texturas e de imagens abstractas.

Para facilitar, o site dispõe de um motor de busca próprio.


Na página de abertura, o BURST sugere sempre as melhores fotos da semana, assim como as coleções mais populares.

É um mundo a descobrir, sem necessidade de qualquer registo. 

Basta um click para o download de images em baixa resolução, .

Para imagens em alta resolução é-nos exigido um endereço de email, e passaremos também a receber as novidades do site.

Fonte: Burst














13 de fevereiro de 2018

FREE MUSIC ARCHIVE - MÚSICAS PARA USO LIVRE

Um dos problemas que encontramos ao criar conteúdos são os direitos de propriedade intelectual que protegem os arquivos multimedia que queiramos utilizar.

Um exemplo é realizar um vídeo caseiro, com uma coleção de fotografias, e colocar um qualquer tema popular como fundo musical. Muito provavelmente esse fundo sonoro está protegido por direitos de autor, e por isso o nosso vídeo é automaticamente eliminado do Youtube ou de qualquer outra rede social.

Para evitar problemas, o melhor é recorrer a bancos de sons sob diferentes licenças livres que nos permitem usá-los em qualquer dos nossos projetos.

Um dos sites a que podemos recorrer é Free Music Archive, uma grande base de dados de música sob licença Creative Commons, onde encontramos todo o tipo de canções para usar em trabalhos pessoais ou escolares, respeitando a licença livre que nos é disponibilizada.



A página de Free Music Archive conta atualmente com milhares de temas musicais, com diferentes tipos de licenças livres; todos podem ser ouvidos online, e podemos descarregar os que nos interessarem, em formato Mp3.
A coleção musical está organizada por géneros ou estilos: clássica, eletrónica, blues, country, folk, rock,. pop, jazz, instrumental, etc.
Há ainda um motor de pesquisa que ajuda a encontrar rapidamente qualquer canção ou tema musical específico incluído neste gigantesco arquivo.

Para aceder ao catálogo de música livre, siga este link.
Se quiser, pode registar-se na página, mas não precisa de o fazer nem para ouvir as músicas nem para fazer downloads.
Tradução livre e adaptada a partir de:

12 de janeiro de 2018

GAMIFICAÇÃO - JOGO DO BINGO

Todos temos a imagem clássica deste jogo de entretenimento, mas podemos fazê-la evoluir e  adaptá-la ao nosso ambiente de trabalho. Usar o Bingo em educação é uma oportunidade para pôr em prática a gamificação tão em voga.


Logicamente, temos de começar por esquecer o conceito de bingo tradicional: nem vamos sortear bolas, e nem sequer vai haver números. Conceber um bingo em educação servirá para concentrar os alunos e conseguir que prestem atenção a uma determinada tarefa. Como? Vamos ver.

O funcionamento do bingo tradicional consiste em ir marcando num cartão os números que, aleatoriamente, vão surgindo. O primeiro que complete linha ganha um prémio menor; o que complete o cartão ganha o prémio maior.

O mecanismo para utilizar o bingo em educação é parecido, mas diferente em alguns aspectos. Por exemplo, não necessitamos de números, mas sim de objetivos, de forma que o cartão de cada aluno terá uma série de objetivos. Podem ser diferentes para cada um, ou comuns a toda uma turma; cabe ao docente decidir.
Assim, usar um bingo em educação pode ter vários e diversos objetivos.  Por exemplo:
  • Dar a resposta correcta a um exercício planeado pelo professor.
  • Ajudar um colega a entender um determinado conceito.
  • Ir ao quadro explicar um exercício.
  • Completar um determinado tema.
  • Organizar os apontamentos, utilizando cores diferentes para títulos, enunciados, etc.  
  • Utilizar esferográfica em vez de lápis, na aula
  • Não necessitar de borracha para apagar durante um dia inteiro.
O docente é que decide

Como vemos, estas metas são genéricas, mas rapidamente podemos chegar a objectivos específicos segundo matéria, tema, conceitos a explicar, etc. Em qualquer caso será o professor a decidir que objetivos definir para este bingo educativo, adequando-o a variáveis como diversidade dos alunos, tempo necessário para completar os cartões (um por dia? um para a semana?), número de objectivos por cartão ou outros mais. 

Uma vez clarificados os objectivos, podemos criar os cartões e imprimi-los. E existem múltiplas ferramentas para isso, desde criá-los de uma forma artesanal com aplicações de tipo Microsoft Word ou com modelos e software específico.
Por exemplo, uma busca com os termos “bingo templates” (modelos de bingo) leva-nos a mil resultados, todos eles válidos para o que procuramos ainda que, certamente, focados no jogo de azar. 
Uma busca mais específica (“bingo education templates”) leva-nos por exemplo a este modelo simples igualmente válido e editável para que o personalizemos. 
Outros links interessantes são por exemplo Tools For Educators, onde poderemos criar bingos com imagens predefinidas, vocacionadas para o pré-escolar e os primeiros anos do 1º ciclo; ou o gerador de bingos de TeAchnology que é simples e fácil de utilizar.
Mais específico ainda é o Bingo Card Generator, que permite personalizar e editar os objetivos a inscrever nos cartões. Tão simples como escrever linhas (uma por cada “casa”) e a ferramenta encarregar-se-á do resto. Também permite escolher entre alguns dos modelos, tudo de forma gratuita. Com uma busca encontraremos muitos outros recursos para poder criar cartões de bingo educativo.

Uma vez realizado este trabalho, também se pode pensar em recompensas para os que consigam linha e para os que completem o cartão ou inclusivamente para os que, simplesmente, consigam  completar casas. Ficará ao critério de cada docente decidir como premiar o jogo.

O uso de bingo em educação não é novo, e múltiplos docentes falam  dos benefícios do seu uso na aula. Seja qual for a matéria ou a idade dos meninos, este é um daqueles recursos que podemos experimentar, com uma preparação simples.

Este é um jogo que encontra nos primeiros anos de escola o seu público-alvo principal; no entanto, o seu potencial faz com que possamos encará-lo como recurso para anos de escolaridade mais avançados, e em várias disciplinas, nomeadamente no ensino das línguas estrangeiras.

Texto traduzido e adaptado livremente. Encontre o original no link abaixo:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...